1/12 - Dia Mundial de Combate a AIDS

O que é AIDS?


Acquired Immune Deficiency Syndrome - Aids é o estágio mais avançado da doença que ataca o sistema imunológico. 


A infecção da Aids se dá pelo HIV, vírus que ataca as células do sistema imunológico, destruindo os glóbulos brancos (linfócitos T CD4). A falta desses linfócitos diminui a capacidade do organismo de se defender de doenças oportunistas, causadas por microrganismo que normalmente não são capazes de desencadear males em pessoas com sistema imune normal, sendo assim, o próprio tratamento dessas doenças fica prejudicado.


É considerada um dos maiores problemas da atualidade pelo seu caráter pandêmico e sua gravidade. Segundo a Organização Mundial da Saúde, ao final de 2013, 35 milhões de pessoas conviviam om o vírus do HIV no planeta, e diariamente surgem 7.500 novos casos.

Sintomas

Quando ocorre a infecção pelo vírus causador da aids, o sistema imunológico começa a ser atacado. é na primeira fase, chamada de infecção aguda, que ocorre a incubação do HIV- tempo da exposição ao vírus ate o surgimento dos primeiros sinais da doença. Esse período varia de 3 a 6 semanas. E o organismo leva de 30 a 60 dias após a infecção para produzir anticorpos anti-HIV. Os primeiros sintomas são muitos parecidos com os de uma gripe, como febre e mal-estar. Por isso, a maioria dos casos passa despercebido. 

A próxima fase é marcada pela forte interação entre as células de defesa e as constantes e rápidas mutações do vírus. Mas que não enfraquece o organismo o suficiente para permitir novas doenças, pois os vírus amadurecem e morrem de forma equilibrada. Esse período, que pode durar muitos anos, é chamado de assintomático. 

Com o frequente ataque, as células de defesa começam a funcionar com menos eficiência até serem destruídas. O organismo fica cada vez mais fraco e vulnerável a infecções comuns. A fase sintomática inicial é caracterizada pela alta redução dos linfócitos T CD4 (glóbulos brancos do sistema imunológico) que chegam a ficar abaixo de 200 unidades por mm³ de sangue. Em adultos saudáveis esse valor varia entre 800 a 1.200 unidades. Os sintomas mais comuns são: febre, diarreia, suores noturnos e emagrecimento. 

A baixa imunidade permite o aparecimento de doenças oportunistas, que recebem esse nome por e aproveitarem da fraqueza do organismo, Com isso, atinge-se o estágio mais avançado da doença, a aids. Quem chega a essa fase, por não saber ou não seguir o tratamento indicado pelos médicos, pode sofrer de hepatites virais, tuberculose, pneumonia, toxoplasmose e alguns tipos de câncer.

Prevenção


A principal forma de prevenção da AIDS é usar a camisinha em todas as relações sexuais e o preservativo masculino ou feminino pode ser comprado em supermercados, farmácias e drogarias, mas também são distribuídos gratuitamente nos postos de saúde e nas campanhas de prevenção da AIDS realizadas pelo governo.


No entanto, existem outras formas importantes de prevenção, como:

  • Utilizar seringas e agulhas descartáveis;
  • Seguir o tratamento da AIDS durante a gravidez para evitar a contaminação do bebê;
  • Não amamentar o bebê em caso de AIDS;
  • Usar luvas para manipular feridas ou líquidos corporais.
Esta infeção é transmitida através do sangue e outras secreções do corpo e, é evitando o contato que se pode evitar a contaminação.

Tratamento

O tratamento da AIDS é feito com medicamentos antirretrovirais que são fornecidos gratuitamente pelo SUS. Estes medicamentos combatem o vírus e fortalecem o sistema imune, mas não curam a doença pois a cura da AIDS ainda não foi descoberta.
Apesar disso, é importante seguir o tratamento da AIDS para diminuir a carga viral, aumentando o tempo de vida, e também para diminuir o risco de desenvolver as doenças relacionadas a AIDS como a tuberculose e a pneumonia, por exemplo.




(11) 2628-8949
(11) 2628-8946
Compartilhar no Google Plus

Sobre Posture Saúde Corporativa

    Comentar no Google Plus
    Comentar no Facebook

0 comentários:

Postar um comentário